Seleccionar página

Hola! estoy desempolvando este blog de Digital Interaction, para postar una nota que Larisa Braga compartió hoy con todo el equipo de INSITUM Brasil. Es el resumen de una conferencia de Interaction South America Redux, en la cual participó días atrás. Está portugués, pero se entiende bien. Les dejo aquí el post de Lari (que en breve estará publicando aqui como Autor del blog).

POST LARI: FACEBOOK REACTIONS

Oi pessoal!

Sábado dia 26 fizeram um Redux de algumas mesas do Interaction South America 2016. Teve uma palestra muito interessante chamada “Facebook reactions: um estudo sobre computação afetiva e emoções virtuais”.

O pessoal queria entender como a tecnologia pode ser usada em pesquisas com usuários. Para fazer isso, decidiram analisar como as pessoas usam os botões de emoção do Facebook, então utilizaram um aparelho eletroencefalograma para medir ondas do cérebro das pessoas durante a pesquisa.

Passo a passo:

1. Criaram um grupo no Facebook e colocaram diversos posts com conteúdos diferentes.

2. Pediram para os participantes da pesquisa navegarem pela timeline do grupo (usando o eletrocefalograma).
3. Compararam as reações que as pessoas marcavam nos posts do Facebook com o que suas ondas cerebrais indicavam (não era obrigatório a pessoas reagir aos posts).

Resultados:
Eles notaram que as pessoas colocaram reações nos posts do Facebook, principalmente, quando seus cérebros indicavam que elas estavam emocionalmente bem, mesmo que elas marcassem uma reação triste ou com raiva.
Quando as ondas do cérebro mostraram emoções negativas as pessoas tenderam a não marcar reação alguma.

Caution:
Eles deixaram bem claro que foi um estudo experimental e os resultados não podem ser generalizados, mesmo porque a maneira como o cérebro funciona para cada pessoa é diferente e ainda não está totalmente desvendada.

Mesmo assim achei interessante! 🙂

Slides: